segunda-feira, outubro 27, 2014


O problema é mesmo esse: eu não fui talhada para viver a vida como se não me importasse com nada. Eu sou aquele tipo de pessoa que sofre imenso por antecipação, que leva a peito tudo o que me falam e que se importa com cada ínfimo detalhe seja lá a que respeito diga. Eu importo-me com o ontem, com o hoje e com o amanhã. Importo-me, especialmente, com quem não merece. Vivo preocupada com tudo e todos e sinto que me descuido, a mim, nessa preocupação. Precisava de mudar isso mas é como se eu, já geneticamente, não fosse feita para isso. Como faço? Tem o detalhe de também ser amedrontada para fazer isso, para deixar de me preocupar. Como lido?

As revistas em vez de dúvidas de sexo deveriam possuir um "diário para as questões existenciais".

You Might Also Like

3 comentários

  1. Gostei muito do teu blogue :) já estou a seguir! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sou tão parecida contigo :x
    Mas às vezes por sermos assim, também aprendemos a ver a vida de maneira diferente *

    ResponderEliminar
  3. Ó se deviam!! Sou tão assim Catarina :/

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário e visita ao meu blogue. ❤ Volta sempre.