Mágoa, magoar...

quarta-feira, julho 08, 2015

Há quem costuma dizer "Não guardo dinheiro, vou guardar mágoas?". Mas não é o meu caso. Por mais errado que seja, por mais mal que me faça e por mais que me afecte em relações futuras com pessoas... eu sou do tipo de pessoa que guarda mágoa. Que não esquece. Que recorda e consegue sentir com a mesma intensidade aquilo que me doeu... por mais anos que tenha. Tento não ligar e não condicionar a minha vida por isso mas, depois de me magoarem, não existe mais ficha limpa. Não adianta. É uma situação diferente de perdoar. Embora a mágoa e o perdão estejam interligados eu sou capaz de perdoar, de dar a volta por cima e de dar oportunidades a mim (e aos outros) de ultrapassarmos isto. Mas, no meu coração, existe uma espécie de gaveta onde eu guardo tudo. Onde guardo as mentiras que me contaram, as vezes que me maltrataram, as palavras menos amigas proferidas, as discussões, a facada fria pelas minhas costas. E basta... basta alguma coisa roçar o puxador dessa gaveta, basta uma situação semelhante acontecer, para ela se abrir e eu explodir. Explodir de tal maneira que me dá um desgosto de ser assim. Por que eu não esqueço? Por que eu não consigo admitir que as pessoas erram e, nos momentos mais impulsivos, se calhar dizem o que não queriam dizer? Por que razão afecta-me mais o que de pior me fazem... do que aqueles momentos em que me elevam e me fazem sentir a pessoa mais feliz com a sensação que o mundo é pequeno demais para o peito cheio de felicidade? Está tudo bem. Eu também não esqueço das coisas boas, nunca. Mas as más afectam mais. Então não está tudo bem. 

You Might Also Like

5 comentários

  1. Sei bem o que sentes... sou como tu: guardo mágoa. Consigo perdoar e passar por cima, mas esquecer nunca. E magoa sempre que penso nas coisas más, magoa da mesma forma que me magoou na altura que aconteceu. Mesmo que às vezes as pessoas digam coisas que não queriam dizer, por impulso, há sempre a oportunidade de pedir desculpa logo a seguir... coisa que a maior parte não faz. Não há nada de errado em ti, por guardares mágoas... o que há de errado está nas pessoas que nos mentem, que nos tratam mal, que nos deitam abaixo... que nos fazem sentir mágoa.

    ResponderEliminar
  2. Parece q estava a ler os meus pensamentos. N és a unica a guardar magoa. Eu sou muito rancorosa. Mas a diferença é q eu n dou segundas oportunidades. Se é o mais correto ou n? N sei talvez sim, talvez n. Mas assim n penso todos os dias naquela pessoa me magoou tanto ao ponto de eu dizer basta.

    ResponderEliminar
  3. Podia ter sido escrito por mim. Meu Deus, foi assustador! :o

    ResponderEliminar
  4. Somos iguais Catarina!! Eu consigo perdoar (acho eu) mas por mais que tente não consigo esquecer e deixar de ficar triste!!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário e visita ao meu blogue. ❤ Volta sempre.