(Why) I love Christmas

terça-feira, dezembro 01, 2015

As pessoas, geralmente, começam a ficar empolgadas pelo Natal já em meios de Novembro. Nesse mês eu ainda tenho um complexo de Grinch e acho tudo muito desnecessário e rápido demais. É quase insuportável, para mim, já ver as luzinhas de Natal a tremeluzir quando ainda nem no mês de Natal estamos e as montras de lojas já estão cheias de decorações. É porque não gosto de pôr a carroça na frente dos bois e eu acho que esta época de Natal deve ser vivida no seu próprio mês, em Dezembro. É quando eu faço a árvore de Natal e dá-me gozo tal coisa, é quando eu começo a pensar em prendas para mim e para os outros, é quando começo a ansiar pela ceia de Natal em família que me trazem uma nostalgia dos dias de criança, é quando ouvir uma música de Natal deixa-me quentinha e a explodir de alegria dentro do peito.

Eu gosto do Natal. Gosto do espírito que se faz sentir nas ruas e na pessoas. As pessoas estão com frio mas agem calorosas, os abraços são mais fortes, os sorrisos mais largos. É a época em que muitas reconciliações se fazem, é a época dos filmes mais bonitinhos e carregados de amor e de espírito familiar. Natal é família para mim. É amizade. É amor. E é perto de quem gostamos de ter por perto que esta época deve ser celebrada, com todos os presentes, abraços, as comidas saborosas (tirando o bacalhau, ew) e os piscas coordenados com o repicar dos sininhos das músicas natalícias. 

Por outro lado, tem o que me faz não gostar do Natal. Primeiro, porque é só no Natal que (muitas) pessoas se lembrar de dar amor e ajudar quem precisa e deveria ser uma algo recorrente ao longo do ano; acho hipocrisia e esta hipocrisia é sentida até em seios familiares. Segundo, porque existem muitas pessoas sozinhas no mundo (seja porque são sós ou porque qualquer motivo estão longe de quem gostam) e, sendo esta a época familiar e de amizade que é, entristece-me pensar nessas pessoas que não têm uma companhia na noite de Natal. E tem também as recordações de outros Natais, sempre mais felizes, em que aquela pessoa estava presente e agora não está mais. 

Não sei, talvez eu viva numa relação de amor-ódio com a época natalícia. A verdade é que tento ao máximo viver este espírito: afinal não é Natal todos os dias.


Esta publicação é referente ao desafio Blogger Christmas Challenge.

You Might Also Like

6 comentários

  1. Ohh, podias ter guardado o final para a parte do desafio em que perguntamos o que gostas menos do Natal x)
    Mas adorei uma parte que escreveste na tua publicação e que é verdade: apesar de ser uma estação fria, julgo que seja a estação em que somos mais calorosos uns para os outros :)

    ResponderEliminar
  2. Eu sou um pouco como tu: primeiro, acho tudo rápido demais, fico chocada como no início de Novembro já tudo compra presentes e há luzes e enfeites por todo o lado, mas a verdade é que quando chega o Natal, já eu entrei no espírito e espero ansiosamente pela noite mágica e ando a cantar canções natalícias (isto começa enquanto trato da árvore de natal). É assim! Adorei a tua publicação. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu adoro o Natal, mas tal como tu só entro mesmo no espírito natalício em Dezembro :)

    ResponderEliminar
  4. "As pessoas estão com frio mas agem calorosas" - Gostei tanto desta frase! Nem mais. Adorei a tua participação :)

    ResponderEliminar
  5. So entro no espiritio em dezembro, mas este ano não estou nada com esse espirito !
    Mas pronto :P

    xoxo ❤, Sophie*
    http://www.wordsofsophie.com

    ResponderEliminar
  6. Eu não ligo muito ao Natal em Novembro xD Só entro no espirito por volta destes dias!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário e visita ao meu blogue. ❤ Volta sempre.